sábado, 9 de agosto de 2008

e tu? como "Mobilas o silencio"?

9 comentários:

Maria Bernarda disse...

Mobilo o silêncio com música clássica, fados antigos, Maria Bethania, Veloso. Preciso de um bom livro também ou de me sentar numa cadeira especial que tenho na minha varanda e olhar para as minhas flores.
Gosto de pensar no Homem que amo e como seria uma felicidade tão grande se pudéssemos envelhecer juntos.
Leio a nossa longa correspondência, embora saiba que fico com o coração a sangrar, até encontrar a carta em que me diz claramente que só gosta de mim como Amigo e procuro transformar o que sinto em Amizade. É tão díficil este exercício que preciso mesmo do silêncio.
Dou um par de palmadas a quem tiver pena de mim! Maria Bernarda

annabel disse...

Mobilas o silencio?

No sé, nunca estoy en silencio,
no paro de hablar, cuando estoy
sola hablo con mi perra, con las plantas, conmigo misma y cuando estoy con personas... hablo aún más.

Por eso tengo blog, porque no me aguantan.

¿No ves que no paro de hablar también aqui?

annabel disse...

Aunque bien mirado, siempre estoy en silencio.

Si, sería una charla deconstruida,
sería hablarle a mi silencio...
pobre, que harto debe estar de mi.

CLAP!CLAP!CLAP! disse...

Claro q no Annabel. Ao contrario, porque não páras de me surpreender. Mas o tempo é de me virar para outros lados.

Anabela Magalhães disse...

Mobilo o silêncio embrenhando-me nele. No silêncio mais espampanante que há. O do deserto num dia sem vento.

Raul Martins disse...

O silêncio é que mobila a mim.
.
E annabel, pareces o São Francisco... e que bem nos faz falar com as flores e os animais... de loucos todos temos um pouco, não?
.
Carpe diem!

Raul Martins disse...

... o silêncio é que me mobila... claro!

Passiflora Maré disse...

Não mobilo o silêncio.
Deixo-o crescer dentro de mim até ele se tornar medonho. Até ele moldar toda a minha alma.
Depois, com todos os meus sentidos apurados, penso no que devo fazer. De seguida faço o que tenho a fazer: escrevo; trabalho; choro; corro; tomo decisões difíceis...Ou abstenho-me definitivamente de as tomar.

laurita disse...

Com Rodrigo Leão, Penguin Café Orchestra, banda sonora do filme "Abla con ella" e um bom livro... ou então sem nada do que referi.. Apenas no meio do monte, numa praia ao anoitecer...